Há 250 anos, o homem começou a desenvolver processos fabris otimizados e de lá para cá não parou mais de evoluir. Os processos manuais começaram a ser deixados de lado no século XVII, ao passo que formas mais eficientes de produção foram se desenvolvendo, como: a invenção dos motores a vapor, melhor uso de água e energia, e a criação de máquinas operatrizes. Grandes avanços foram sendo implementados tornando a produção mais segura e eficiente. Denominamos esse período de “primeira revolução industrial”, ou Indústria 1.0.
No século seguinte, começamos a fabricar bens de consumo em massa através de processos de produção em série e desenvolvemos estruturas de distribuição compatíveis, como transporte por barcos a vapor e ferrovias. Também foi nessa época que surgiram os primeiros caminhões. É a segunda revolução industrial, ou Indústria 2.0.

Por volta dos anos 1950, tínhamos eletricidade e começamos a aprender a usá-la de forma mais sofisticada: Micro-ondas, computadores, celulares, internet, processos automatizados e sistemas de rastreamento. Passamos por um período de enormes e profundas descobertas que mudaram toda a nossa história. Chamamos esse período de revolução digital, ou Indústria 3.0.

Atualmente vivemos em um mundo ultra conectado, um mundo de transição para a Indústria 4.0, com sistemas altamente inteligentes, que podem fazer em frações de segundo o que antigamente uma equipe inteira de profissionais demorava dias, até meses, para fazer.  Buscamos a automação completa de processos, usando computação em nuvem, redes de comunicação de alta velocidade e sistemas de inteligência artificial. Mas, assim como no passado surgiram os barcos a vapor, hoje toda essa evolução demanda sistemas de transporte e distribuição igualmente avançados. É a Logística 4.0!

Na China, operadores já fazem entregas automatizadas em menos de uma hora. Enquanto isso, aqui no Brasil, estamos buscando a excelência com entregas em até 24 horas. Sistemas inteligentes, conectados e que funcionem bem integrados com a nossa realidade de infraestrutura não são mais uma opção, são uma questão de sobrevivência em um mercado que só acelera.
A logística 4.0 demanda processos inteligentes, alta conectividade, clareza e disponibilidade de informações, mas acima de tudo resultados. Uma entrega eficiente, rápida e confiável na ponta, que permita que o seu produto chegue no seu cliente com a velocidade que hoje o mercado espera e exige.

É preciso se preparar para cadeias de distribuição cada vez mais rápidas que atendam as expectativas do mercado. A corrida está aí!

Contando com uma série de produtos integrados e de concepção moderna, operados por uma equipe experiente e competente, a TRB Logística é o parceiro ideal para ajudar a tornar este processo realidade e garantir que você não fique para trás nessa corrida.